Publicidade
Publicidade

Série B conhece hoje primeiro finalista e classificado para a elite baiana em 2024

Compartilhe este Post

A Série B do Campeonato Baiano conhece hoje o seu primeiro finalista e primeiro clube que ascende à 1ª divisão estadual em 2024. A partidas 15 horas, no Estádio Waldomiro Borges em Jequié, o Jequié encara o Grapiúna na segunda e decisiva partida da fase semifinal da competição. No jogo de ida aconteceu um empate em 0 x 0, deixando em aberta a decisão para o duelo de hoje.

A Associação Desportiva Jequié (ADJ) tem mais uma vez a oportunidade em casa de selar seu destino de retorno à elite baiana. No ano passado, a equipe também chegou à fase semifinal, mas perdeu a classificação dentro de casa para o Itabuna depois de uma decisão que terminou em cobrança de penalidades máximas. Este ano, mais uma vez, desde as primeiras rodadas a ADJ esteve sempre na ponta da tabela e conquistou a passagem para fase semifinal de forma antecipada. Depois do primeiro jogo disputado na cidade de Ilhéus com um empate em 0 x 0, a  expectativa na “Cidade Sol” é muito grande e o Estádio Waldomiro Borges deve receber lotação máxima para a partida que pode marcar o retorno da ADJ após três anos. O presidente da equipe, Leur Lomanto disse ser um momento de muita apreensão entre os desportistas jequieenses que aguardam ávidos pelo retorno da equipe à elite do futebol estadual. “A Série B este ano foi uma das mais difíceis e a prova disso é que as equipes que chegaram às semifinais tiveram a mesma pontuação. Graças a Deus conquistamos esta possibilidade de retorno e estamos na briga: empatamos o primeiro jogo em Ilhéus, mas foi difícil porque o Grapiúna é um grande adversário que manteve uma regularidade ao longo da competição. Estamos confiantes de que com o apoio da nossa torcida poderemos chegar ao grande objetivo de voltar a Série A”, ressaltou.

SEM SURPRESAS

Se do lado da ADJ o clima é de expectativa, o mesmo acontece com o Grapiúna, que no ano passado estaria rebaixado na Série B, caso a Série C baiana fosse concretizada. A equipe ainda teve uma baixa em seu comando administrativo este ano, mas ainda sim conseguiu fazer uma bela campanha a ponto de se classificar para a fase semifinal. De acordo com o presidente da equipe, Álvaro Castro, não houve surpresa na classificação dos itabunenses. “O Grapiúna sempre esteve disputando fases decisivas na Série B. Por exemplo em 2021 nos fomos eliminados pelo Botafogo nas semifinais. A surpresa, na verdade foi no ano passado e do ponto de vista negativo porque ficamos nas últimas posições com possibilidade de rebaixamento caso a Série C fosse concretizada. Eu em afastei da equipe que fez uma campanha ruim demais”, explicou.

Para 2023, antes bola rolar para a Segundona, o time tomou outro baque. “Tínhamos firmado uma parceria com um grupo de empresários, a estrutura montada, porém faltando 15 dias para começar a competição tudo foi desfeito e aí tivemos que entrar em ação e com os conhecimentos nossos e de mais alguns amigos conseguimos montar a estrutura atual e estamos na briga por esta vaga”, afirmou Castro. “Para nós será um marco a conquista porque será a primeira vez que participaremos da Série A e Itabuna terá duas equipes na principal divisão do futebol baiano”, complementou.

A disputa está em aberto e caso aconteça um novo empate, a vaga ser decidida através de cobranças de penalidades máximas.

Por Cristiano Alves com informações de Valdinei Pereira e Waldemir Vidal – Jequié FM

Foto – Ascom\ADJ

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *