Publicidade
Publicidade

Touro está com o “radar ligado” em busca de atletas para a Segundona

Compartilhe este Post

Divulgação

O treinador Paulo Foiani está observando vários campeonatos estaduais em busca de valores para o Touro do Sertão

A bola já está rolando pelo Campeonato Baiano da Série A, porém o Fluminense já está com o seu “radar ligado” observando não só o Baianão, mas outras competições estaduais espalhadas pelo Brasil em busca de captar atletas para compor o elenco do tricolor feirense para a disputa da 2ª divisão que começa no mês de junho. O técnico Paulo Foiani ainda não está em Feira de Santana, porém está atento à várias competições que estão acontecendo pelo Brasil e juntamente com a comissão técnica fazem observações na busca dos melhores atletas para compor o elenco do Touro do Sertão.

Paulo Foiani disse que tem buscado acompanhar o maior número de jogos possível. “Como são muitas competições ao mesmo tempo, o trabalho de observação é dividido: eu acompanho algumas coisas, o Edu (Silva – auxiliar-técnico), outras e assim, a gente vai buscando reforçar o nosso banco de dados já existente. Já acompanhei uns três jogos do Campeonato Baiano, o Sergipano e o Piauiense e praticamente todos os dias troco ideias com o Edu sobre as observações que estamos fazendo”, descreveu. “Dessa forma vamos montando o planejamento em cima daquilo que estamos imaginando em termos de atletas, levando em consideração o perfil deles e o da competição que disputaremos. A 2ª divisão tem uma disputa acirrada entre times que caíram em um ano e buscam voltar no outro e os time que estão há algum tempo lá e buscam voltar a elite estadual”, complementou.

O técnico afirmou que a expectativa é que ele venha para Feira de Santana começar os trabalhos a partir da 2ª quinzena do mês de fevereiro. “Nesse momento, os dirigentes estão arrumando o CT, em relação a campos de treinamento, academia, concentração para que quando a gente comece a trabalhar, a parte estrutural esteja toda ela organizada e as nossas atividades possam ser desenvolvidas com toda tranquilidade. Por isso a nossa chegada foi adiada, porém deveremos começar a trabalhar em fevereiro mesmo, a partir da segunda quinzena do mês”, disse.

TEMPO AMIGO

O maior aliado neste momento para o Fluminense, além da “injeção financeira” através da SAF, é o tempo para organizar as coisas e montar um planejamento eficiente capaz de cumprir os objetivos traçados. O caminho que está sendo trilhado é diferente dos anos anteriores, quando o clube teve problemas para organizar a sua estrutura: em 2022, a direção tinha escolhido Laelson Lopes para comandar a equipe, mas por questões de saúde não pôde nem começar o trabalho, sendo substituído por Arnaldo Lira que deixou a equipe no meio da competição por não obter bons resultados.

No ano passado, apesar da movimentação de bastidores ter começado relativamente cedo, muitas negociações ficaram atravancadas por conta de muitos atletas estarem disputando competições prejudicando o andamento do planejamento, mesmo com o clube tendo depositado toda a confiança no treinador Givanildo Sales, porém o resultado não foi o esperado.

Agora a situação parece ter um rumo diferente pois desde novembro, a direção da SAF já tinha anunciado a vinda do treinador Paulo Foiani que conta com um bom tempo para observar competições e trabalhar em cima de atletas que tenham um perfil dentro do que ele imagina e possam dar os resultados dentro de campo. Aliás, quando o Fluminense foi vice-campeão da 2ª divisão em 2015, foi esta a estratégia adotada pela diretoria: o treinador Paulo Salles foi contratado com seis meses de antecedência e mesmo tendo proposta de outros times, passou a Série A observando jogadores em busca dos melhores para compor o elenco do Fluminense. O Touro não só voltou a elite estadual em 2016, mas foi vice-campeão da Segundona naquele ano em que o título ficou o Flamengo de Guanambi.

Por Cristiano Alves com informações de Miro Nascimento

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *