Publicidade
Publicidade

Conquista simbólica da Série B é comemorada em empolgação no Vitória

Compartilhe este Post

A conquista simbólica do primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro está sendo comemorada no Vitória. Entretanto, o presidente do clube, Fábio Mota garante que este momento de alegria deve ocorrer sem exageros, pois o clube ainda tem um caminho longo para percorrer até alcançar o seu grande objetivo de retornar a Série A do ano que vem.

Os matemáticos apontam que o rubro-negro no momento tem 67% de possibilidades de alcançar seu objetivo, mas para chegar a esta situação atual, o presidente Fábio Mota (foto) lembra que já são quase dois anos de trabalho árduo à frente da equipe. “Quando assumi o Vitória, o clube estava mergulhado em problemas e o que temos feito até agora é manter o equilíbrio administrativo e financeiro, sem perder de vista os objetivos técnicos. Alcançamos a Série B no ano passado depois de disputar a C e os resultados na primeira parte do ano, não nos foram favoráveis. Mas continuamos com o trabalho e montamos um grupo bom de atletas que abraçaram o nosso projeto e por isso que estamos bem. Na verdade, aqui dentro a felicidade existe, mas sem empolgações”, afirmou.

Um dos motivos para o comedimento é justamente o nível de competitividade da Série B. “É só olhar a pontuação nossa e dos nossos adversários. Não temos vida fácil, a Série B de 2023 é a mais disputada dos últimos anos e por isso não dá para respirar ainda. Ficamos de fora do G-4 por duas, três rodadas, uma situação de oscilação normal, mas graças a Deus retomamos o nosso caminho nos últimos jogos”, comentou o dirigente.

ENTRAVES

Fábio Mota lembra que além desta parte técnica, tem que administrar problemas extracampo como a situação financeira do Vitória, que segundo ele, está sendo equacionada paulatinamente. “Quando assumi, o clube estava mergulhado no caos financeiro: débitos de gestões anteriores que estavam atravancando a administração atual e ainda estamos lidando com estas situações. Recentemente conseguimos reverter uma situação de bloqueio de nossas contas, o que interferiu, por exemplo na nossa ida ao mercado em busca de reforços e neste momento estamos travando uma corrida para reaver os recursos bloqueados para biscar os reforços já que no dia 2 de agosto, a ‘janela’ de transferências se fecha e a nossa ideia é de trazer mais dois atacantes para o time”, ressalta.

Apesar das dificuldades, o presidente enalteceu outros aspectos, como a excelente média de público do clube em seus jogos no Barradão. “O torcedor também abraçou o nosso projeto, tem sido o nosso 12º jogador e a prova disso é que temos em média 20 mil torcedores em nossas partidas em casa. Outra coisa positiva é que hoje, clube já conta com cerca de 25 mil associados e a tendência é que número siga aumentando, à medida que os resultados positivos forem acontecendo”, afirmou.

O rubro-negro estreia na 2ª fase da Série B no próximo domingo em Campina\SP, diante da Ponte Preta às 18 horas.

Por Cristiano Alves com informações de Miro Nascimento

Foto – Divulgação

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *