Publicidade
Publicidade

Com briga fora de campo, Guarani e Ponte empatam no Brinco

Compartilhe este Post

Guarani e Ponte Preta fizeram um clássico agitado em todo este sábado, desde antes de a bola rolar por causa do tumulto entre torcida e Polícia Militar no Brinco de Ouro, em Campinas, mas não conseguiram a vitória em mais um capítulo da maior rivalidade do interior. 

Um dérbi de muita disputa física tomou conta do Brinco na etapa inicial. A Ponte começou melhor, aproveitando-se do nervosismo do rival, e chegou duas vezes no espaço de sete minutos, com Camilo e Roger. O Guarani controlou a ansiedade e equilibrou o duelo a partir do décimo minuto. Depois disso, Lucas Crispim e Renato Cajá arriscaram de longe e pararam nos dois goleiros. A partir daí, o clássico pendeu mais para o lado alviverde, que criou três possibilidades claras de gol. Michel Douglas cabeceou sobre o travessão, Rondinelly perdeu disputa com Ivan e Arthur Rezende, em cobrança de falta, arrancou suspiros da torcida.

O futebol que até agradou no primeiro tempo não se repetiu de maneira alguma na etapa final. A melhor chance foi logo aos seis minutos, quando Roger girou batendo e forçou Jefferson Paulino a grande defesa. A outra finalização em direção ao gol foi só aos 26 minutos, quando Arthur chutou em cima de Ivan. No mais, a Ponte travou o jogo, e o Guarani não conseguiu se organizar para vencer o clássico em sua casa. A polêmica ficou por conta de uma falta duvidosa de Renanzinho, que o árbitro Ricardo Marques Ribeiro marcou para desespero do banco. Na confusão, o zagueiro Luiz Gustavo, que já tinha sido substituído, foi expulso.

Os dois times não se movem na classificação da Série B. A Ponte permanece em 11º lugar, com 44 pontos, enquanto o Guarani é o 14º, com 40. 

Alguns bugrinos mais exaltados subiram no Flecha Verde, ônibus personalizado do Guarani, e a Polícia Militar tentou contê-los com tiros de borracha. A reação da PM apenas incendiou o ambiente, que trocou a festa pela confusão. Bugrinos reagiram aos tiros com arremesso de garrafas, rojões e latas. O confronto entre torcedores e policiais assustou muita gente e teve como saldo um torcedor e três policiais feridos. Um cavalo teria sido atingido também.

Informações Globo Esporte

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *