Publicidade
Publicidade

Fifa permitirá que janelas de transferência sejam prorrogadas

Compartilhe este Post

A Fifa divulgou uma série de recomendações e diretrizes para abordar questões práticas decorrentes da pandemia do novo coronavírus, especialmente no que diz respeito aos contratos dos jogadores e ao sistema de transferências.

 Em comunicado, a federação disse que tudo foi feito por meio de uma força-tarefa presidida pelo vice-presidente e presidente do Comitê de Partes Interessadas do Futebol, Vittorio Montagliani, incluindo representantes de clubes, jogadores, ligas, associações nacionais e confederações e um conjunto de normas foi acordado por unanimidade

“Embora isso não resolva todos os problemas, deve servir para trazer uma certa estabilidade e clareza ao futebol no futuro próximo. Esperamos que esse esforço colaborativo, sob a liderança da FIFA, possa fornecer um exemplo positivo de como o futebol pode se unir e mostrar unidade, solidariedade e um espírito de compromisso, a fim de enfrentar os tempos desafiadores pela frente. Mas antes que esses tempos cheguem, uma coisa deve estar clara para todos, especialmente agora: a saúde vem em primeiro lugar, muito antes do futebol “, disse em comunicado o presidente Gianni Infantino.

Janela de transferência:

 A Fifa diz que será flexível e permitirá que as janelas de transferência relevantes sejam movidas para que caiam entre o final da temporada antiga e o início da nova temporada.

Ao mesmo tempo, informa que tentará garantir, sempre que possível, um nível geral de coordenação e também terá em mente a necessidade de proteger a regularidade, a integridade e o bom funcionamento das competições, para que os resultados esportivos de qualquer competição não sejam injustamente interrompidos.

Contratos de trabalho:

 O comunicado diz que a pandemia de covid-19 teve “um grande impacto” nas receitas dos clubes, já que os jogos não podem ser disputados. A federação diz que, assim como outros setores da economia, o futebol precisa encontrar soluções justas para se adaptar a essas circunstâncias, protegendo empregos e alcançando um equilíbrio de interesses entre jogadores e clubes.

Fonte;Uol .foto/ reprodução

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *