Publicidade
Publicidade

Sensação nacional dos anos 2000 São Caetano desiste de Série D

Compartilhe este Post


O São Caetano, que no começo dos anos 2000 foi considerada a sensação do futebol nacional, desistiu hoje de participar da 4ª divisão nacional. O time que em menos de 20 anos ganhou projeção disputando finais da Copa João Havelange em 2000, além da Taça Libertadores da América e Campeonato Brasileiro em 2001, no momento assim como outras equipes do futebol nacional está com as atividades atividades paralisadas por conta da pandemia causada pelo Coronavírus, a diretoria hoje enviou um comunicado oficial a Federação Paulista de Futebol (FPF) onde informa a decisão de abrir mão da competição nacional. 

A equipe foi considerada sensação no futebol nacional por ter disputado em 2000 a final da Copa João Havelange contra o Vasco da Gama. No ano seguinte chegou a decisão do Campeonato Brasileiro contra o Atlético/PR e no mesmo período ganhou projeção na América do Sul, quando disputou a decisão da Taça Libertadores da América diante do Olímpia do Paraguai. O tempo passou e a equipe começou a decair chegando em 2020, disputando a 2ª divisão do futebol paulista e para completar, ontem, os dirigentes enviaram comunicado a Federação Paulista de Futebol informando o seguinte: ” “Em virtude da pandemia da Covid-19, o São Caetano Futebol Ltda encaminhou ofício na quarta-feira, junto à Federação Paulista de Futebol (FPF), solicitando a sua desistência da Série D do Campeonato Brasileiro. Competição que estava programada para iniciar em maio.

Esta foi uma medida bastante pensada e extrema, que infelizmente precisou ser tomada, em decorrência dos problemas e todas as incertezas que envolvem o futebol brasileiro e o seu calendário de competições. Queremos desta forma preservar a saúde financeira do clube em um momento de grande dificuldade para honrar compromissos já estabelecidos com jogadores, comissão técnica e todo o quadro de funcionários”.

O regulamento da Série D estabelece que os participantes poderiam solicitar desistência da competição até 13 de março (50 dias antes do início da disputa) – e que, depois dessa data, a desistência seria considerada abandono. O documento também afirma que o substituto será aquele melhor classificado no torneio de origem do clube desistente.

O São Caetano garantiu vaga como campeão da Copa Paulista do ano passado, tendo o XV de Piracicaba como vice, e pôde escolher entre uma vaga na Série D ou na Copa do Brasil. Preferiu a Série D, deixando o outro torneio para o XV. O terceiro colocado foi o Mirassol, que já está na Série D, e o quarto foi o EC São Bernardo, que joga a Série A3 paulista. O Azulão integra o Grupo 8 da competição nacional, ao lado de equipes do Sul do Brasil e de outro paulista, o Novorizontino. São 68 clubes participantes. Os quatro melhores sobem para a Série C.

Foto – Fabrício Cortinove/Globo Esporte

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *