Publicidade
Publicidade

Às vésperas do confronto contra o Bahia, Flamengo demite Sampaoli

Compartilhe este Post

Jorge Sampaoli não é mais o técnico do Flamengo. Após reunião que durou menos de 10 minutos na noite desta quinta-feira (28), a diretoria rubro-negra demitiu o argentino. O desligamento foi oficializado quatro dias após o empate com o São Paulo que decretou a perda do título da Copa do Brasil, e dois dias antes do duelo contra o Bahia neste sábado, às 16h, no Maracanã, pela 25ª rodada do Brasileiro.

Jorge assinou contrato com o Flamengo em 17 de abril, dirigiu a equipe em 39 jogos, utilizando 39 escalações diferentes. Foram 20 vitórias, 11 empates e 8 derrotas. Além dele, saem o coordenador Gabriel Andreata, Cristian Roberto Aran (auxiliar), Diogo Meschine (auxiliar), Marcos Fernández (preparador físico e filho de Pablo Fernández), Nicolás Maidana (preparador físico) e Ezequiel Scher (analista).

Como o treinador tinha contrato até o fim de 2024, o clube terá que pagar mais uma multa rescisória, dessa vez de 1,8 milhão de euros (cerca de R$ 9,5 milhões na cotação atual). O valor da rescisão no início do contrato era de 2,5 milhões de euros (R$ 13,3 milhões), e ele diminui de acordo com cada dia trabalhado.

Em pouco mais de cinco meses de trabalho, Sampaoli perdeu a final da Copa do Brasil, foi eliminado nas oitavas de final da Libertadores e viu o clube se distanciar muito da luta pelo Brasileirão, onde é 7º colocado. A passagem de Sampaoli foi marcada pelo distanciamento entre ele e os jogadores, agravado pelo soco do então preparador físico Pablo Fernández em Pedro no vestiário do Independência após a vitória sobre o Atlético-MG, no dia 29 de julho. Em agosto, houve outro caso de agressão, quando Gerson e Varela trocaram socos em treino da equipe, no Ninho do Urubu.

Fonte: GE – Fotos: Rádio Clube/Lance!

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *