Publicidade
Publicidade

Diretor e ex-superintendente do Cruzeiro são suspeitos de desvio de dinheiro no clube

Compartilhe este Post

Após a série de irregularidades administrativas, denunciadas pelo Fantástico, em maio, uma nova investigação mostra indícios de desvio de dinheiro dentro do departamento jurídico cruzeirense.

Em relatórios feitos pela Polícia Federal e encaminhados ao Tribunal Regional Federal (TRF) de Minas Gerais, Fabiano Oliveira Costa, diretor jurídico do Cruzeiro, e o advogado e conselheiro Ildeu da Cunha Pereira Sobrinho, que foi superintendente jurídico do clube na década passada, são investigados por desvios de recursos.

As suspeitas foram levantadas durante as Operações Capitu e Escobar, que chegaram a prender Ildeu da Cunha por envolvimento em esquema de vazamentos de operações da Polícia Federal. Os relatórios foram enviados ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em julho deste ano, e correm em sigilo.

Nos documentos, a Polícia Federal afirma que Ildeu “utilizava mecanismos de ocultação” para repassar valores recebidos pelo Cruzeiro a “beneficiários”. Um dos favorecidos seria Fabiano de Oliveira Costa, que já foi vice jurídico do clube e, atualmente, exerce a função de diretor jurídico na administração da Raposa.

Procurado pela reportagem do Esporte Espetacular, Fabiano repetiu a explicação dada em depoimento prestado à Polícia Federal. Ele diz que só recebeu um depósito da mulher de Ildeu, no valor de R$ 60 mil, referente a parte de um empréstimo feito pelo próprio diretor jurídico do Cruzeiro ao advogado.

Com informações do Globoesporte.com

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *