Publicidade
Publicidade

Após saída de Ednaldo Rodrigues, presidente da Federação Paulista concorre ao comando da CBF

Compartilhe este Post

Reinaldo Carneiro Bastos, atualmente presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF) informou que concorrerá à presidência da CBF. A posição está vaga desde a saída de Ednaldo Rodrigues, destituído do cargo após decisão judicial no último dia 7 de dezembro. Reinaldo esteve alinhado a Ednaldo e foi uma das pessoas que tentaram frear o movimento por sua destituição, mas resolveu partir para um voo solo quando percebeu que o dirigente havia se aliado a Gustavo Feijó, ex-vice-presidente da CBF e rival político até pouco tempo atrás.

Presidente da FPF diz que mercado de apostas não tem regra - 22/06/2023 -  Esporte - Folha
Reinaldo Carneiro- Foto: Reprodução

Reinaldo tem proximidade com presidentes de clubes paulistas e integrantes da Libra, e os presidentes dos clubes que integram o Forte Futebol, que tem se mostrado favorável ao voto em bloco em Reinaldo.

Os clubes têm participação reduzida no sistema da eleitoral da CBF. As federações estaduais têm peso três, enquanto os membros da Série A têm peso dois, e os da Série B, peso um. Isto faz com que todos os clubes somados tenham no máximo 60 votos, enquanto as 27 federações estaduais, juntas, têm 81 votos.

Para inscrever candidatura à presidência da CBF, é necessário ter o apoio declarado de pelo menos cinco clubes e pelo menos oito federações estaduais. Pela necessidade de oito aliadas e pelo peso de seus votos. Reinaldo hoje está em busca de alianças nessa área.

José Perdiz de Jesus assume presidência do STJD
José Perdiz- Foto: Reprodução

Ao destituir Ednaldo Rodrigues, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro nomeou o então presidente do STJD, José Perdiz, como interventor da CBF, com a obrigação de convocar eleições em até 30 dias úteis. Mas Fifa e Conmebol enviaram uma carta na qual não reconhecem Perdiz. As entidades citam o artigo 64 da própria CBF, “no caso de vacância nas posições da presidência, a única pessoa autorizada a representar a CBF e assumir as tarefas de presidente interino é o diretor mais velho”. O atual diretor mais velho é Hélio Santos Menezes, que acumula as diretorias jurídica e de governança.

Fifa e Conmebol acrescentaram que enviarão uma comitiva ao Brasil em janeiro e informaram na carta que nenhuma eleição deve ser convocada até a visita das duas entidades.

Fonte: GE

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *