Publicidade
Publicidade

Pelé diz que “Não vai ter nenhum outro igual”

Compartilhe este Post

O Rei do Futebol, Pelé, concedeu entrevista à Agência Efe na qual admitiu enxergar dificuldade no combate ao racismo no futebol, como no recente caso envolvendo o atacante Taison, na Ucrânia, e também contra um segurança no Mineirão, durante o clássico do último domingo entre Atlético-MG e Cruzeiro.

“Isso, infelizmente, não dá para dizer que vai terminar. É impossível. Isso é coisa do ser humano, do próprio ser humano”, lamentou o lendário camisa 10 da seleção brasileira e do Santos.

Na conversa, em que mostrou muito bom humor e até brincou sobre um retorno aos gramados, Pelé garantiu estar se recuperando bem dos problemas recentes de saúde e brincou que está pagando “a conta” por uma carreira bem-sucedida e livre das graves lesões, além de ressaltar que não haverá outro como ele nos gramados, porque seus pais “já fecharam a fábrica”.

Fonte: Fox Sports

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *