Publicidade
Publicidade

Brasil volta à final por equipes masculinas no Mundial de ginástica

Compartilhe este Post

O Brasil voltou à final masculina por equipes do Mundial de ginástica artística. Depois de bater na trave em Stuttgart 2019 e nas Olimpíadas de Tóquio, os brasileiros fecharam a classificatória desta segunda-feira na sétima posição. Caio Souza ainda avançou às finais do salto e do individual geral, em que vai ter a companhia de Diogo Soares. Campeão mundial em 2019, Arthur Nory vai novamente disputar medalha na barra fixa.

Somando 245,394 pontos, o Brasil se apresentou à tarde no horário de Liverpool e teve de aguardar os rivais para confirmar a vaga na final. O sétimo posto não foi ameaçado, rendendo ao Brasil a vaga na final de quarta-feira e também a participação no Mundial de 2023, na Antuérpia. Um pódio inédito e a consequente vaga antecipada para as Olimpíadas de Paris ainda estão distantes, mas o Brasil deu um importante passo para continuar na elite da modalidade.

Caio Souza mais uma vez comandou o time brasileiro, que foi crescendo durante a competição. Ele avançou na décima posição na final do individual geral, somando 82,564 pontos. Também vai disputar medalha no salto. Teve média 14,533 no aparelho em que é finalista olímpico, ficando na quinta posição.

Com informações do GE | Foto: Ricardo Bufolin/CBG

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *