Publicidade
Publicidade

Após retorno de Ednaldo Rodrigues ao comando da CBF, Fernando Diniz é demitido como técnico da seleção brasileira

Compartilhe este Post

Fernando Diniz não é mais técnico da seleção brasileira. Um dia após ser recolocado no comando da CBF, Ednaldo Rodrigues tomou a decisão, mas não falou diretamente com Diniz. Ele comunicou Mario Bittencourt, presidente do Fluminense, que por sua vez comunicou ao treinador.

Diniz foi contratado pela CBF em julho de 2023 para ser uma espécie de treinador interino da seleção brasileira, com contrato de apenas um ano. A ideia era que ele ficasse no cargo apenas até Carlo Ancelotti terminar seu contrato com o Real Madrid. O treinador italiano, porém, nunca confirmou o acordo com a CBF e acabou renovando seu contrato com o clube espanhol.

Fernando Diniz acaba de ser “demitido”
Diniz conquistou a Libertadores com o Fluminense- Foto: Reprodução

Campeão da Libertadores com o Fluminense, Fernando Diniz não conseguiu repetir o bom desempenho nos poucos jogos que teve a frente da seleção. Em seis partidas pelas eliminatórias, venceu apenas duas, empatou uma e perdeu três. Resultados que deixam o Brasil apenas na 6ª posição das eliminatórias para a Copa do Mundo até o momento.

A ideia atual é de que Dorival Junior assuma como técnico da seleção. Ednaldo já conversou com Julio Casares, presidente do São Paulo, e entendeu que terá que pagar a multa de três meses de salário (cerca de R$ 2 milhões) para contratá-lo.

De volta à CBF, Ednaldo Rodrigues quer Dorival Júnior como técnico da  Seleção Brasileira | CNN Brasil
Dorival Jr. na seleção? Foto: Reprodução/CNN Brasil

Veja abaixo a nota oficial de Ednaldo Rodrigues:

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, conversou na noite desta quinta-feira (4), com o presidente do Fluminense Football Club, Mario Bittencourt, a respeito da decisão de contratar um técnico em definitivo para a Seleção Brasileira Masculina de futebol, visando a preparação do time para a Copa do Mundo FIFA 2026.

A decisão foi informada ao técnico Fernando Diniz pelo próprio presidente, nesta sexta-feira (5), quando explicou os motivos da antecipação no processo de escolha de um treinador definitivo.

A CBF agradece a Fernando Diniz pelo trabalho realizado, por toda a sua dedicação e seriedade e pelo desafio de renovar a Seleção Brasileira durante o período em que esteve à frente da equipe. Desejamos toda sorte a Fernando Diniz.

Fonte: ESPN

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *