Publicidade
Publicidade

Tremendão cria, mas é derrotado em Arena Cajueiro lotada e se distancia do acesso à Série C

Compartilhe este Post

Na Arena Cajueiro, o Bahia de Feira vinha de 6 vitórias consecutivas, 13 gols marcados e apenas 2 sofridos. Invicto no estádio há 15 jogos, a última derrota foi para o São Bernardo, nas oitavas de final da Série D, em agosto de 2022. Mas o Athletic-MG ignorou tudo isso e bateu o Tremendão na noite deste sábado (26) por 2 a 0 pela ida das quartas de final da Série D, na Arena Cajueiro, que recebeu quase 5 mil torcedores para empurrar o time feirense.

A história do jogo poderia ter sido diferente se o Bahia de Feira estivesse em dia feliz do ponto de vista ofensivo. Donos das ações na primeira etapa, os mandantes tiveram oportunidades com Pedrão e Ronan, além de falta cobrada por Reinaldo e defendida por Glauco. Os visitantes também assustaram em lance de Antônio Falcão que parou em Allan.

Abuda e Douglas no lance do pênalti – Foto: Calila Notícias

O Bahia até ensaiou a mesma pressão no segundo tempo, mas o Athletic colocou um banho de água fria quando Douglas Pelé encontrou Brandão com bom lançamento rasteiro, aos 15 minutos, e o atacante só teve o trabalho de tocar na saída de Allan. O time da casa quase empatou em cabeçada de Pedrão defendida por Glauco, mas quem balançou a rede foi o Esquadrão Alvinegro. Douglas Pelé foi lançado por Glauco em profundidade e Abuda o derrubou sem bola. Pênalti claro que Brandão converteu. O Tremendão ficou agoniado em campo, pressionou, mas não mudou o resultado.

O Athletic tem boa vantagem para o jogo da volta, próximo sábado (3), às 17h30, no Mineirão. O time de São João del Rei pode perder por um gol de diferença que estará na Série C e na semifinal da D. Já o Bahia de Feira tem que vencer por três gols de vantagem ou pelo menos vencer por dois gols para levar a decisão aos pênaltis.

Fonte: Calila Notícias/GE

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *