Publicidade
Publicidade

Clube histórico de Salvador, o Leônico confirma retorno a Série  B do baiano

Compartilhe este Post

Na foto, Jogadores do Leônico antes de partida contra o Bahia pelo Campeonato Baiano de 1984

O Leônico confirmou nesta sexta-feira,03, que vai disputar a Série B do campeonato Baiano 2023. Através de suas redes sociais “o Moleque Travesso” anunciou que estará disputando o certame, mas não deu mais informações como será formação de equipe, mando de campo, comissão técnica etc.

Um dos clubes mais tradicionais da Bahia, o Leônico completa 83 anos em 03 de abril deste corrente ano. O ‘Moleque Travesso’, como também é conhecido, foi campeão baiano em 1966, venceu um Torneio Quadrangular de Salvador e participou duas vezes das divisões de acesso do Campeonato Brasileiro.

Até então, o clube de Salvador não está com equipe profissional, mas investe em atletas que compõem as categorias de base, sendo sub-14, sub-15, sub-17 e sub-20 no qual disputa atualmente o certame da categoria de base. E sempre se preparou para competir pelo campeonato baiano das respectivas categorias.

Publicação no Instagram do clube

 Fundado em 3 de abril de 1940, por um jovem atleta do remo e jogador do Vitória, que depois atuou no Galícia. O clube entrou em campo por uma competição oficial em 1944, quando disputou a 3ª Divisão de Amadores, sendo vice-campeão. Apesar do resultado, a equipe subiu para a 2ª Divisão, isso porque o campeão Calouros, clube do Pau Miúdo, optou permanecer no seu bairro.

Entre 1945 e 1965, teve conquistas como campeão da 2ª divisão; campeão da 1ª divisão de Amadores, que era constituída pelos clubes da divisão de profissionais; campeão invicto do Torneio Início; e do Campeonato da 1ª divisão de Amadores.

Em 1966, o Moleque Travesso conquistou seu único título do campeonato baiano. A política do clube era trazer os jogadores de clubes maiores, como Bahia e Vitória, e sempre disputou para chegar nas primeiras colocações, se tornando duas vezes vice-campeão baiano e conseguindo vencer por diversas vezes o Torneio início da federação baiana.

O ponto alto da história do Leônico foram as disputas da primeira divisão do futebol brasileiro em 1967 (Taça Brasil) e 1985 (Taça de Ouro). Também disputou em 1979, a Taça de Prata equivalente à segunda divisão. O Leônico se tornou o terceiro time baiano no ranking da CBF em números de pontos entre os anos de 1966 a 1992. Após esse período, o clube deu sua primeira e grande parada, retornando em 2007 e parando novamente em 2014, quando disputou a Segunda Divisão do baiano e não conseguiu o retorno à elite no estado.

Confira na integra nota divulgada nas redes sociais.

“O MolequeTravesso está de volta as competições profissionais, após 9 anos ausente do Campeonato Baiano Série B, estamos confirmados na edição 2023. Sonho que parecia distante, sempre foi o combustível para seguirmos em frente, acreditando e buscando sempre a nossa melhor versão! Juntos conseguiremos atingir o próximo nível e assim seguir esse caminho, que é muito difícil, mas que é mais leve quando podemos dividir desafios, vitórias e derrotas. Muito obrigado a todos vocês!  #VamosLeonico #ADL”

Foto: Divulgação | Leônico

Fontes: texto a tarde/redes sociais Leõnico.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *