Publicidade
Publicidade

“O gato não pode ter dois sentidos, quando quer apanhar o rato”, diz Givanildo Sales

Compartilhe este Post

O empate sem gols com o Grapíúna noite do último sábado (10) manteve o Fluminense na “comissão de frente” do Campeonato Baiano da Série B: o Touro soma 8 pontos e ocupa a terceira colocação na classificação geral. Mesmo se mantendo entre os quatro primeiros, o time do treinador Givanildo Sales durante a semana de treinamentos para o próximo confronto terá um dever de casa para fazer: aprimorar as finalizações, um ponto considerado falho pelo comandante no último duelo e que precisa ser corrigido para a sequência da competição.

Givanildo Sales acredita que o jogo contra o Grapiúna – apesar das circunstâncias – foi equilibrado. “A gente jogou tranquilo, apesar de em alguns momentos, principalmente no primeiro tempo, eles terem chegado próximo da nossa área, mas sinceramente nosso goleiro não foi exigido porque conseguimos neutralizar as jogadas deles. Nós tivemos uma boa transição pelo lado direito, mas fomos afobados na hora de finalizar”, afirmou.

O comandante disse que no segundo tempo fez alterações e o volume de jogo do Fluminense foi superior ao do Grapíúna. “Criamos demais, o que é uma prova de que nosso esquema tático estava correto, o equilíbrio que eu cobrava deles nos últimos jogos aconteceu, mas erramos de novo nas finalizações. Quem viu o jogo, pôde observar que terminei no 4-2-4, ou seja, fomos para matar eles, mas fomos intranquilos na hora de concluir. Imagina só: 35 minutos, Carlinhos (lateral-direito), destampa de frente para o goleiro e faz o mais difícil que foi chutar para fora. Essa é a prova do que falei anteriormente”, declarou Sales.

Com um confronto diante do Colo-Colo, na próxima rodada no Joia da Princesa, Givanildo Sales, disse que durante esta semana trabalhará ainda mais a parte de finalizações com os jogadores. “Cobrei deles no vestiário e ainda disse ‘o gato quando quer pegar o rato, não pode ter dois sentidos’. Vamos trabalhar essa parte porque essa afobação prejudica a equipe. O time tem que estar com a pontaria calibrada, se quiser vencer e seguir com o objetivo de se classificar para semifinal e depois chegar a final e garantir o acesso a Série A em 2024”, declarou.

CLASSIFICAÇÃO

Não houve mudança na liderança da Série B do Baianão 2023. O Grapiúna permaneceu na ponta após os resultados da 5ª rodada. O time de Itabuna foi aos 11 pontos ao empatar sem gols com o Fluminense no sábado (10), em Camacan. Na vice-liderança permaneceu o Jequié, que empatou em 1 a 1 com o Unirb no Waldomiro Borges, no domingo (11), e foi aos dez pontos.

O Touro do Sertão, com oito pontos, ficou na terceira colocação. Já na quarta colocação, uma novidade. O Jacobina entrou no G-4 ao derrotar o Colo-Colo por 1 a 0, no Mário Pessoa, e chegar aos sete pontos ganhos. O Vitória da Conquista que também chegou aos sete ao empatar em 1 a 1 com o Galícia, no Mário Pessoa, aparece na quinta colocação, seguido pelo Juazeiro, que goleou o Leônico por 4 a 0 e foi aos seis pontos. Também com seis pontos, o Granadeiro e o Unirb vêm em seguida, em sétimo e oitavo, respectivamente.

O Tigre de Ilhéus, com quatro pontos, e o Moleque Travesso, sem pontos ganhos, completam a classificação da divisão de acesso. A bola volta a rolar no próximo final de semana, com jogos nos dias 17 e 18 de junho, pela 6ª rodada.

Por Cristiano Alves

Foto – TV Touro

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *