Publicidade
Publicidade

Atletas apoiadas pelo Governo conquistam títulos em competição nacional de bicicross

Compartilhe este Post

A atleta baiana de bicicross Paola Reis consagrou-se campeã da categoria elite feminino no Campeonato Brasileiro de BMX Racing 2023, somando pontos para o ranking olímpico Paris 2024. Com a vitória, ela acrescentou mais uma conquista na sua já carimbada classificação para as próximas Olímpiadas.

Na competição realizada pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), valendo pontos importantes para o ranking nacional e olímpico da modalidade, a Bahia esteve representada por atletas de Salvador, Camaçari, Feira de Santana, Itaberaba e Lauro de Freitas, com idade entre 07 e 54 anos, disputando 25 categorias.

Também subiram ao podium os atletas Isabella Marie, de Salvador, que conquistou o 1º lugar na categoria feminino 8 anos, e Gilvan de Jesus, de Lauro de Freitas, que ficou em 3º lugar na categoria Cruiser 35-39 anos.

Apoio

Realizada em Indaiatuba, interior de São Paulo, entre os dias 01 e 2 de julho, a competição reuniu a nata do bicicross do Brasil. A delegação baiana, formada por 46 atletas, viajou em transporte cedido pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). Ao todo, 769 atletas disputaram o evento nacional, segundo maior número da história. A Bahia foi o quarto estado do país em número de inscritos e o primeiro do Nordeste.

“O BMX baiano segue dando orgulho à Bahia. A classificação de Paola para os próximos Jogos Olímpicos de Paris e as diversas conquistas da baiana só vêm confirmar o potencial que tem o bicicross do nosso estado. O destaque dos baianos em competições da modalidade tem crescido nos últimos anos, inclusive com os resultados nacionais e internacionais de Paola, Jaldo Caribé e Mardevacson Fonseca, além dos outros ciclistas baianos”, afirma o diretor-geral da Sudesb, Vicente Neto.

“O estado de São Paulo é tradicionalmente o mais forte da modalidade pela quantidade de pistas e atletas. Foi uma prova muito disputada com o nível técnico altíssimo. Mesmo assim, a grande maioria dos nossos atletas avançaram pela fase classificatória, chegando nas quartas e semifinais”, pontua Leonardo Gonçalves, treinador da Federação Baiana de Ciclismo (FBC).

Segundo ele, os atletas da Bahia tiveram a oportunidade de se preparar desde o início do ano com diversas provas que aconteceram aqui no estado. “Isso possibilitou os bons resultados, chegando o mais próximo possível dos pódios e superando os índices pessoais. Isso é fruto de um trabalho conjunto. A expectativa é que para o próximo melhore com essa nova geração de atletas”, finaliza Schimidt, agradecendo o apoio que tem recebido do Governo do Estado, por meio da Sudesb.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *