Publicidade
Publicidade

Romeu

Compartilhe este Post

Aos 16 anos, o garoto do Campo Limpo estreava no time principal do Fluminense, no Joia da Princesa, contra o Bahia da capital. O placar final 2 x 2 e a segura atuação, valeram-lhe elogios e a garantia de permanecer entre os titulares. Romeu (Helio Romeu Oliveira Silva) estava na residência da família quando foi chamado com urgência para vestira a camisa 6 do touro já que o titular Tião adoecera.

Com 1.87 m de altura, o ambidestro Romeu não tremeu, pelo contrário. Superou a inexperiência diante dos tarimbados atacantes do time da capital, com categoria e decisão. Sua surpresa, de ser chamado de repente, pelo técnico Orlando Peçanha, não foi maior do que a surpresa da torcida, crônica esportiva e colegas de time. Passara com méritos pelo”batismo de fogo”. Isso foi em 1976, e até 1982 Romeu foi titular do Flu.

Depois seguiu a vida profissional atuando no Itabaiana, Confiança, ambos de Sergipe, Alagoinhas, Icasa e Ferroviário do Ceará, e no Itabaiana, onde encerrou a carreira em 1993 e permanece residindo. Desde 1997, Romeu realiza trabalho de base no Itabaiana, para o atacante Diego Costa, que atua no futebol espanhol. E já revelou vários atletas a exemplo de Daniel, Paulinho, Valdo, Aloísio, Bebeto, dentre outros, todos no futebol da Europa.

Lembra dos tempos no gramado, destacando o 0x0 com o Leonico, em 1980 que deu ao Fluminense o primeiro turno do campeonato baiano, como” o melhor jogo da minha carreira. Orlando Peçanha, no Fluminense o melhor técnico. “Foi ele que me colocou no time profissional aos 16 anos”. Atacantes difíceis de marcar foram comuns mas ele destaca: Rocha (Alagoinhas ( Osni e Zé Julio (Vitória) Freitas (Bahia/Salvador) como os principais. Casado com d. Iracema,tem cinco filhos; Luana, Laís, Larissa, Leonardo e Lenon.

Bom pai e bom filho, ele vem sempre a Feira ver a mãe d. Marocas, de 92 anos, os irmãos e demais familiares, mas não esquece os antigos companheiros do Flu como Aldacy, João Augusto, Mundinho, amigos como o poeta Arlindo Rosa,e o ex craque Biribinha. “A vida é assim,o tempo vai passando, mas a amizade, os verdadeiros amigos, as pessoas que amamos permanecem em nós, para sempre” conclui o zagueirão Romeu.

Por Zadir Marques Porto

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

49 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *