Publicidade
Publicidade

Será no Maracanã: A Final da Copa Libertadores de 2023

Compartilhe este Post

A final da Copa Libertadores está de volta ao Rio de Janeiro. A Conmebol anunciou hoje que a decisão da competição sul-americana de 2023 será no estádio do Maracanã. O jogo está previsto para 11 de novembro. Maracanã sediou a decisão da Libertadores 2020, com título do Palmeiras. Na ocasião, o jogo contra o Santos contou com público reduzido devido à pandemia de covid-19.

Já a decisão da Copa Sul-Americana será em Montevidéu, no Uruguai — o jogo está marcado para 28 de outubro. Ambas as sedes foram definidas pelo Conselho da Conmebol.

Segundo o site O UOL apurou, a Conmebol viu uma oportunidade de “compensar” a ausência de público na final do Maracanã da edição 2020 — disputada em janeiro de 2021 — ao escolher o Rio novamente como palco da final. Na ocasião, a Conmebol só colocou cerca de 5 mil convidados nas arquibancadas — o que já trouxe discussão por conta dos números da pandemia na época. O aspecto logístico que colaborou porque as finais mais recentes foram dominadas por times brasileiros.

Na Conmebol, o aspecto político foi levado em conta também, já que pessoas do alto escalão atribuem a atuação do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, como decisiva para a escolha do Maracanã como palco. O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, esteve no Brasil há uma semana para a final da Recopa, no próprio Maracanã, quando o Flamengo perdeu nos pênaltis para o Independiente Del Valle. Ednaldo e Alejandro assistiram ao jogo lado a lado.

Em janeiro, Ednaldo disse que tentaria trazer para o Brasil a decisão tanto de Libertadores quanto de Sul-Americana. Já era plano da Conmebol anunciar a sede das finais das duas competições antes do sorteio dos grupos, que acontecerá no dia 27, em um evento no Paraguai.

Mas e Brasília? A Conmebol queria inicialmente que o Brasil abrigasse a final da Sul-Americana, com Brasília voltando a ser sede, depois da alteração em 2022. A capital federal receberia a partida, mas a decisão foi para Córdoba para não se chocar com o fim de semana do primeiro turno das eleições. Como o Maracanã veio forte para receber a final da Libertadores, a Conmebol decidiu tirar Brasília do páreo para a Sul-Americana e escolheu Montevidéu.

O Maracanã supera um lobby que tentava fazer emplacar o Monumental de Nuñez, recém-ampliado, como palco da final da Libertadores. O estádio do River Plate passou a ser o maior em capacidade no continente. Assim, a Argentina segue sem receber a decisão da Libertadores desde que o sistema de jogo único foi implantado, em 2019. A Colômbia também tentou abrigar a final da Libertadores, colocando Medellin, Bogotá e Barranquilla no páreo. Mas não levou. As cidades onde os jogos aconteceram anteriormente foram Lima, no Peru (2019), Rio, no Brasil (2020), Montevidéu, no Uruguai (2021), e Guayaquil, no Equador (2022).

Fonte: UOL

Foto: Divulgação

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *